Logo
Plantio Direto

Agricultura
Tecnologia
Informação

Área do assinante

ASSINE LOGIN
ATENDIMENTO
VIA CHAT
(54) 3311-1235

RevistaNOTÍCIAS

Data de publicação

21
Dezembro
2018

Informação preliminar sobre carboxamidas para mancha alvo em soja

Por FRAC Brasil

 

Cumpre ao FRAC-BR através do presente informar que durante o encontro preliminar do Working Group de SDHI do FRAC Internacional, realizado no dia 10 de dezembro de 2018, foram discutidas informações sobre a mancha alvo (Corynespora cassiicola) da soja no Brasil, as quais foram compartilhadas extraoficialmente com o FRAC Brasil.

 

Resultados preliminares de ensaios em laboratório mostraram a presença de isolados com sensibilidade reduzida para os fungicidas SDHI em populações coletadas na safra 2017/2018. A caracterização genética dessas populações detectou a presença de mutações nos sítios-alvo B-H278Y e C-N75S em isolados com sensibilidade reduzida. A relevância e distribuição das mutações para a redução da sensibilidade a SDHIs estão sendo investigadas. Programas intensivos de monitoramento estão sendo conduzidos para investigar a magnitude e impacto destas descobertas.

 

Mediante ao exposto, reiteramos que para o manejo adequado da mancha alvo na cultura da soja, deve-se considerar:

 

  • estar atento ao monitoramento constante da doença e realizar as
  • aplicações em intervalos adequados seguindo as recomendações do
  • fabricante;
  • realizar a aplicação dos fungicidas de forma preventiva, sempre em
  • associação com fungicidas efetivos ao controle da doença;
  • utilizar sempre misturas comerciais formadas por dois ou mais fungicidas com mecanismos de ação distintos;
  • rotacionar fungicidas com diferentes mecanismos de ação (Carboxamidas, Triazóis, Estrobilurinas e Multissítios);
  • respeitar o número máximo de 2 (duas) aplicações de Carboxamidas para a cultura da soja;
  • não ultrapassar o número máximo de 2 (duas) aplicações de fungicidas de mecanismo de ação específico no mesmo ciclo de cultivo;
  • utilizar tecnologia de aplicação e volume de calda adequado para uma
  • eficiente distribuição do produto sobre a planta;
  • respeitar a calendarização de plantio, utilizando variedades de ciclo mais curto e com tolerância genética para mancha alvo;
  • não realizar “soja safrinha”;
  • realizar a rotação de culturas;
  • respeitar o vazio sanitário e eliminar as plantas voluntárias remanescentes em lavouras e beiras de estrada (guaxas);

 

Como todos os fungicidas SDHIs apresentam resistência cruzada, o gerenciamento da resistência deve ser o mesmo para todos os ingredientes ativos deste grupo. Estas recomendações são essenciais para se preservar a manutenção da eficácia dos fungicidas, uma tecnologia indispensável para o cultivo da soja no Brasil.

 

Em breve o FRAC-BR emitirá novos comunicados baseados no Guidance Global Oficial para Carboxamidas na cultura do algodão.

 

Para maiores informações consultar www.frac-br.org

 

Atenciosamente,

FRAC Brasil

 

 

Texto originalmente publicado em:

FRAC Brasil

http://www.frac-br.org/

Enviando

Carregando...