Logo
Plantio Direto

Agricultura
Tecnologia
Informação

Área do assinante

ASSINE LOGIN
ATENDIMENTO
VIA CHAT
(54) 3311-1235

RevistaNOTÍCIAS

A EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NO AGRONEGÓCIO.
Data de publicação

31
Janeiro
2020

A EVOLUÇÃO DA TECNOLOGIA NO AGRONEGÓCIO.

 Debora Rocha, advogada.

A tecnologia no setor do agronegócio ressalta um caráter de posicionamento de sucesso, pois está associado à capacidade de adaptação a determinados instrumentos com gerenciamento de risco, onde as aplicações de tecnologia de ponta estão presentes cada vez mais na evolução das lavouras e criações, tendo como tópico principal a tecnologia de precisão,  visando elevar a produtividade de maneira a compensar as dificuldades estruturais do país, que vão além de suas fronteiras.

A tecnologia de ponta está sendo um dos fatores essenciais na nova gestão da produção rural, com a presença do monitoramento nas lavouras em tempo real através dos drones, podendo prever por área seus prejuízos e seus avanços. Um dos resultados satisfatórios é a irrigação inteligente, com o uso consciente dos recursos hídricos visando o desperdício e gerando diminuição dos custos, com a visão de proteção ao meio ambiente.

A economia nacional tem sido um divisor de águas, tendo um caráter desafiador para os produtores participantes deste seguimento, além de enfrentar riscos do próprio negócio, como condições climáticas, presença de pragas que prejudicam o bom andamento das lavouras e as doenças que ameaçam sua própria criação, também lidam com os efeitos da instabilidade econômica e política do País, como greves inerentes da precariedade da própria infraestrutura inferior que o atual governo apresenta como logística nacional. 

É necessário ressaltar que as inovações tecnológicas para o setor do campo são consideradas ilimitadas, onde temos a presença de uma forte massa de novas startups voltadas para o desenvolvimento de soluções para o bom andamento da agricultura.

De acordo com o levantamento feito pela KPMG, mais de sete mil startups brasileiras estão voltadas para o mercado Agro. Este número ressalta uma expansão no desenvolvimento de ferramentas apropriadas, mas também em soluções em robótica, drones, satélites, big data e inteligência artificial que tem como principal objetivo incentivar novas empresas no aumento da cadeia produtiva dentro da área do agronegócio.

 

No que tange à sustentabilidade e proteção ao meio ambiente, a tecnologia destaca-se em benefícios essenciais, como a melhora e a otimização no uso de insumos, reduzindo os impactos negativos, assim tendo como resultado o aumento da produtividade nas lavouras aliada com a comunicação entre o produtor e operadores, agrônomos e administradores. Em tempo real, através de celulares e ferramentas de internet, são fatores facilitadores na colheita, no bom aproveitamento do tempo em face de todo obstáculo sendo apresentado pela natureza, bem como problemáticas diárias de manutenção.

 


É de suma importância que a política existente incentive na criação de projetos voltados para a evolução e o crescimento da tecnologia, não só para grandes empresas e agricultores de grande porte, mas dando a oportunidade de todos os produtores terem acesso a um novo meio de se produzir, pois não só estariam ajudando a evolução da economia do país, como também oferecendo oportunidades de emprego, estabelecendo mão de obra especializada na aplicação das máquinas, incentivando tanto a exportação de produtos quanto a importação, criando um procedimento mais benéfico nas questões tributárias, movimentando assim toda a economia do país juntamente com a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente.

Concluindo, a tecnologia tem o objetivo em auxiliar o agricultor no aumento da sua produtividade, mas também salvar o meio ambiente, na realização e no monitoramento do Programa de Regularização Ambiental (PRA), onde define as etapas essenciais exigidas na legislação, no projeto e na implantação das reservas legais. Dessa forma, é certo afirmar que a tecnologia chegou para ficar, dentro e fora do campo, com o propósito de estreitar e de pacificar as relações do agronegócio e o meio ambiente. De forma eficaz, econômica e segura para toda a sociedade.

 

Enviando

Carregando...